QUINA 3322 – CONFIRA AQUI O (RESULTADO DA QUINA) DO DIA 22/10/2013 – APOSTA de BH ganha quase R$ 3,5 milhões

QUINA 3322 – CONFIRA AQUI O (RESULTADO DA QUINA) DO DIA 22/10/2013 - APOSTA de BH ganha quase R$ 3,5 milhões
QUINA 3322 – CONFIRA AQUI O (RESULTADO DA QUINA) DO DIA 22/10/2013 – APOSTA de BH ganha quase R$ 3,5 milhões

Atualizado em 23/10 – Um apostador de Belo Horizonte/MG, ganhou sozinho a Quina 3322 sorteada nesta terça-feira 22 de outubro, um prêmio total de R$ 3.472.666,17. O sorteio foi realizado em Osacso/SP e o concurso dessa terça-feira 22/10/2013 teve uma arrecadação de R$ 8.028.966,75.

Além do ganhador do prêmio principal outras 169 apostas acertaram quatro dezenas (Quadra) e ganharam R$ 3.659,76 cada. Mais 9.766 apostadores acertaram três dezenas (Terno) e ganham R$ 90,47 cada um.

Segundo a Caixa Econômica Federal, para o sorteio que será realizado (hoje 23/10), o prêmio estimado é de R$ 450 mil.

AS DEZENAS SORTEADAS DA QUINA 3322 DE 22/10/2013 FORAM:

14 – 29 – 33 – 51 – 58

As dezenas do sorteio da Quina 3307 do dia 03/10/2013 foram: 07 – 26 – 31 – 59-76

Os sorteios da Quina são realizados de segunda à sábado e as apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília), do dia do sorteio. A aposta mínima de cinco números custa R$ 0,75, de seis números R$ 3,00 e de sete números R$ 7,50.

Por William Camargo/Folha Paulistana
Com informações da Caixa Econômica Federal.

William Camargo

William Camargo, 42 anos, nasceu em São Paulo, no bairro do Jaraguá, Zona Oeste. Se formou em jornalismo na Universidade UniSantana com ênfase em fotojornalismo. É morador da cidade histórica de Santana de Parnaíba. Teve passagens por veículos de comunicação nacionais e internacionais, bem como em agências de notícias. O jornalista William Camargo, pratica o jornalismo desde os 14 anos de idade, quando também teve seu primeiro contato com a fotografia, vindo posteriormente a se especializar na área, tornando-se professor desta disciplina. Atualmente é editor do portal de notícias Folha Paulistana, no qual exerce a função desde 2007. "A comunicação corre como sangue em minhas veias. Como disse o mestre Renato Russo: 'Não é o que se diz, mas sim como se diz'!", comentou o jornalista. "O dia em que for necessário me vender para sobreviver do jornalismo, significará que minha carreira terminou!! Não me vendo e acredito que a verdade tem que ser dita, doa a quem doer", finalizou.